terça-feira, 1 de setembro de 2009

Da pizzaria gospel direto pra academia evangélica




Depois de ganhar umas gordurinhas na pizzaria gospel, você pode ir direto à academia evangélica.

Não conheço a corrente teológica do proprietário, o que determinaria a forma como administra o estabelecimento.

Imagine se o proprietário fosse:


1 – O RR Soares:

Os sócios seriam chamados de patrocinadores.

Nem precisariam ir à academia; poderiam fazer os exercícios em casa, em frente à TV (bebendo bastante água), e a mensalidade seria paga por boleto bancário.

O marketing seria feito pelos beneficiados pelo programa de treinamento que poderiam “contar a benção”. Além do mais, enquanto estivesse malhando, o sócio poderia ver, ao vivo, um Show (da fé).

O logo da academia teria o desenho de um irmãozinho segurando sua barriguinha saliente e dizendo “Eu não aceito isso” ou “Eu rejeito isso”.


2 – O Valdemiro Santiago:

Cada gota de suor (ungido) derramado seria aproveitada.

O lema seria: “Queremos um milhão de sócios. E não importa se você já é membro de outra academia, você pode malhar lá e pagar a mensalidade aqui”


3 – Edir Macedo:

O contador da academia receberia a ajuda dos fiscais da Receita Federal para conferir as contas.

A segurança da academia contaria com o apoio da Polícia Federal (que ficaria observando a movimentação).

A academia contaria com uma lavanderia completa, que lava de tudo: à seco, molhado, terno... dinheiro...

A taxa não seria chamada de mensalidade; seria “minutualidade” (cobrada a todo instante); mas o sócio fiel receberia uma infinidades de brindes a um precinho simbólico, como: rosas ungidas, pulseiras, sal grosso, etc.

O programa de treinamento seria chamado de “Sessão do descarrego”, para queimar o "encosto" (entenda-se: gordura localizada)

O lema seria o mesmo: “Meu amigo, minha amiga, pare de sofrer”.


4 – Estevam Hernandes e Sônia:

Os sócios malhariam com as roupas da grife própria da academia.

Perdendo a barriguinha, o sócio teria a vantagem de sobrar mais espaço nas calças para transportar valores (o que é muito útil em caso de viagens aos EUA).

A propaganda da academia não custaria nada e seria feita de graça, como cortesia, pelos maiores jornais do Brasil (nas páginas policiais).

A única desvantagem seria a manutenção do prédio da academia (o teto tenderia a desabar).


5 – Marcos Feliciano:

O sócio receberia um calendário do mundo espiritual com os nomes das potestades que causam as gorduras localizadas para que pudesse destroná-las.


6 – Malafaia:

Não teria mensalidade; mas se quisesse receber a benção o sócio teria que fazer uma oferta voluntária de R$ 900,00 (a oferta é voluntária, mas se não pagar, nada feito).


* Conheci uma academia gospel em Belo Horizonte, pena que não tenho foto.

* A foto da pizzaria foi retirada do blog Genizah; a da academia, do google imagens.

Autor: Maurício

11 comentários:

  1. Oi Maurício,
    Gostei muito do seu texto.
    Muito legal mesmo.
    Se puder gostaria de republicar lá no eclesia.
    Um abraço.
    Marcelo.

    ResponderExcluir
  2. olá Marcelo,pode ficar a vontade para publicar qualquer texto.

    ResponderExcluir
  3. Meu cunhado criativo! Ficou ótimo! Acho que só repreender as gordurinhas não é o suficiente para emagrecer!!!rsrsrsrs Ainda bem que não sou adepta à essas academias! rsrsrsrs! Grande abraço! Mayana.

    ResponderExcluir
  4. obrigado Mayana, um abraço.
    "Eu oro por ti,
    tu oras por mim,
    e a montanha eu subirei
    se tu orares por mim"

    ResponderExcluir
  5. não sei se vc é evangelico ou não mas se for acho que vc só está criticando porque adora ir em ambientes mundanos né ai não vai ter mais desculpa pra frequentar as pizzarias só pra ouvir amado batista e outros, acho muito boa a iniciativa da galera que está criando um ambiente evangelico, pois assim o evangelho chegará a toda criatura.

    Ser Cristão ezigem mais do que apenas criticar é preciso mais sim agir, pois a fé sem obras de nada vale, intão não perca seu tempo criticando faça melhor

    um abraço.
    A Paz do Senhor

    ResponderExcluir
  6. Caro hemerson,
    se vc tem dúvidas quanto a se eu sou ou não crente, é pq vc não viu nada no blog além dessa postagem, quanto aos frutos, IDEM.
    me estranha o fato hj de que no meio "evangélico" se pode fazer de tudo, menos criticar.
    Mas eu insisto assim mesmo (afinal, Jesus, Paulo, pedro, João, todos eram muito críticos - e eu só quero seguir o exemplo deles).
    Qual a utilidade de uma pizzaria gospel? ou um condomínio? só o fato de que esse povo não entendeu q Jesus orou pedindo ao pai q não nos tirasse do mundo, mas livrasse do mal.
    Ele não disse "Ide e fundai academias e pizzarias", disse?
    mas pq não fazer isso, já q estes q são mencionados no post já transformaram a casa de oração em covil de salteadores!!!

    ResponderExcluir
  7. Nossaa essa academia existe mesmo ??
    Que cidade fica?? E o que vcs acham de cristãos que gostam de treinar ??? acham pecado ???

    A paz pra todos....

    ResponderExcluir
  8. anonimo,
    treinar não é pecado,o exercício físico é proveitoso, mas não podemos esquecer do exercício na piedade, pois paulo diz que o primeiro para pouco é proveitoso mas a piedade tem muito proveito.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite à todos!

    Vamos abrir uma academia evangélica na Serra, com horários distintos para homens e mulheres. Creio que essa ideia extremamente empreendedora será de grande valia a todos os jovens e adultos que não compartilham seus corpos com os ímpios, afinal somos membros APENAS de um mesmo corpo, o corpo de CRISTO.

    Forte abraço,

    Kelly

    ResponderExcluir
  10. Olha Maurício, eu não sei qual foi a intenção da sua crítica. Acredito que através dela vc só construiu uma imagem de que os citados acima somente aceitam as pessoas por causa do dinheiro. Aprendi que se ele vive nessa intenção, PROBLEMA DELE, ELE RESOLVE COM DEUS.

    Eu trabalho em uma Academia em minha cidade, acho que você não tem noção do real objetivo da maioria das pessoas que malham. Estou nisso a 15 anos, e vejo infelizmente que as pessoas se tornam produto do meio com tempo. Sem falar do ambiente, das músicas, brincadeira, assédios, flertes, olhares etc.

    Quanto a Kelly, que vai montar uma academia para Cristãos, acho a iniciativa muito boa. Não acredito que haja necessidade de ser horários diferentes, somente se a atividade for requerer contato e/ou movimentos que não sejam apropriados.

    Deus abençoe sua vida.

    ResponderExcluir

Comemente à voltade, deixe críticas e sugestões. Só não publico comentários anônimos. se deixar seu comentário, deixe seu nome.