sábado, 16 de maio de 2009

Gostou do Show?

Na praça central de Bom Jesus do Itabapoana, em 2007, abrindo a festa do município, tivemos o ‘show’ de um cantor evangélico. Entre os gritinhos descontrolados das ‘fãs’ mais exaltadas, as dancinhas esquisitas do cantor, que com o pedestal na mão, rodopiava e gesticulava, as “pérolas de sabedoria“ que ele destilava em seus comentários, e as músicas cantadas de forma repetitiva como um mantra para excitar as emoções, pude reencontrar “irmãos e irmãs” que passam meses sem ir à igreja, mas, quando tem a oportunidade de ir a um evento realmente “importante” e “edificante” como o ‘show’, não perdem a oportunidade. Afinal, não ir ao culto é uma coisa, mas deixar de ir ao ‘show’ do cantor ‘fulano de tal’, nem pensar. Vi muito crente nove horas (aquele que se o culto não acabar antes das nove, ele levanta e vai embora) em pé até depois da meia noite e cantando alegremente.
Este tipo de coisa veio pra ficar. É um subproduto da nossa época; um reflexo, uma cópia do que se contempla hoje no mundo. O que você foi fazer na praça? Não se iluda, você não foi adorar ou cultuar a Deus; não foi edificado; foi passear e assistir a um show de uma “celebridade”, um “ídolo” evangélico.
A adoração e o culto são reverentes, racionais, são acompanhados da mensagem da Palavra de Deus (sem pregação não há culto nem edificação).
Quando você for a um show como este, tenha em mente, que este tipo de evento não substitui o culto (e queira Deus que estas coisas nunca sejam acrescidas ao nosso culto); não é adoração, nem é edificante; é apenas um “show”, um momento em que as “celebridades” lucram e as pessoas se divertem.
A cidade não foi edificada ou abençoada. O que edifica e abençoa uma cidade é a presença de igrejas sadias, crentes comprometidos com o culto, a santidade e o testemunho, e pregadores fieis da Palavra.
Quanto ao “show”, não poder-se-ia dizer que foi edificante e abençoador, mas, talvez, “divertido”. Apesar do fato de que eu, particularmente, teria me divertido muito mais assistindo a um show do “Engenheiros do Hawaii” ou do “Djavan”.
Pr Maurício

Um comentário:

Comemente à voltade, deixe críticas e sugestões. Só não publico comentários anônimos. se deixar seu comentário, deixe seu nome.